Natura é líder em ESG no Brasil pelo 10º ano consecutivo - Fitec Tec News

Natura é líder em ESG no Brasil pelo 10º ano consecutivo

A Natura lidera o Ranking Merco de Responsabilidade ESG 2023 pelo décimo ano consecutivo, encabeçando a lista das 100 melhores empresas. O levantamento é elaborado pelo Monitor Empresarial de Reputação Corporativa (Merco), que realiza monitoramentos de referência em 16 países da América Latina e Europa. “Os princípios ESG são a base para todas as nossas decisões de negócios desde a nossa fundação, e buscamos seguir inovando para gerar, cada vez mais, conservação e regeneração ambiental, diversidade e educação, em benefício da sociedade e das novas gerações que merecem um mundo mais sustentável e de maior valor compartilhado para todos. Nós, na Natura, temos o privilégio e também a responsabilidade de viver este propósito, todos os dias, dentro do nosso modelo de negócios", afirma Ana Costa, vice-presidente de Assuntos Corporativos e

Hospitais promovem ações de sustentabilidade - Fitec Tec News

Hospitais promovem ações de sustentabilidade

Um ambiente hospitalar não atua apenas na saúde das pessoas, mas pode promover ações de sustentabilidade. Em São Paulo, seis hospitais estaduais foram agraciados em 2023 no Prêmio Amigo do Meio Ambiente (PAMA), que reconhece organizações que se destacam por iniciativas de proteção ao meio ambiente e de sustentabilidade no âmbito do Sistema Único de Saúde. “A mudança do clima ameaça neutralizar os avanços da medicina alcançados nos últimos 50 anos. É preciso agir rápido, inovar e estabelecer soluções para questões que há pouco tempo sequer existiam. O Seminário Hospitais Saudáveis é o espaço para dirigentes e profissionais de saúde fazerem um balanço dos avanços obtidos, trocarem experiências e planejarem juntos como superar esta crise”, afirma Vital Ribeiro, presidente do Conselho do Projeto Hospitais Saudáveis e arquiteto do Centro de

Setor de eventos leva soluções para agenda ESG - Fitec Tec News

Setor de eventos leva soluções para agenda ESG

Quando vai a um show, congresso ou feira criativa, você pensa na emissão de gases de efeito estufa? Pois gente está levando isso a sério quando contrata uma organizadora de eventos, alinhada às estratégias ESG (Environmental, Social and Governance) e que traga soluções para que esse momento cause o mínimo de impacto ambiental. E não é para menos, segundo relatório da Ancham (Panorama ESG Brasil 2023), 82% dos executivos acreditam que os CEOs devem lidar ativamente com essa agenda e os principais impulsionadores incluem a melhora da reputação da marca. “Não é apenas tendência, mas uma demanda. É imprescindível usar a força das marcas para fazer a diferença no público que consome, sendo essencial levar essa conscientização entre os stakeholders e integrá-los ativamente”, destaca Tiago Favaro, CEO do FeelAliveCo, grupo

Agenda ESG é tema de painel durante convenção da área atacadista e de distribuição - Fitec Tec News

Agenda ESG é tema de painel durante convenção da área de atacadistas e de distribuidores

A Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD) realizou entre os dias 17 a 19 de junho a 43ª Convenção Anual do Canal Indireto, em Atibaia, SP e com transmissão em plataforma online, com o tema central “Na era da Inteligência Artificial, desafios e oportunidades para potencializar negócios”, fornecendo ferramentas e insights para o setor de atacado distribuidor. E a agenda ESG não ficou de fora dos painéis. No dia 18 de junho, a pauta foi falar dos desafios dessa cadeia para a promoção de ações Ambientais, Sociais e de Governança. Com o tema “Negócios Sustentáveis, um caminho sem volta”, o painel 2 contou com especialistas no setor para tratar dessa realidade tão importante e pertinente.   Agenda da sustentabilidade no setor de atacadistas   Para Alessandro Dessimoni, consultor jurídico

Aeroportos brasileiros enfrentam desafios para implementar agenda ESG, aponta estudo da Roland Berger - Fitec Tec News

Aeroportos brasileiros enfrentam desafios para implementar agenda ESG, aponta estudo da Roland Berger

O investimento em sustentabilidade tem se tornado um diferencial competitivo em diversos setores da economia, com empresas adotando critérios ambientais, sociais e de governança (ESG) cada vez mais rigorosos para se destacar no mercado e lidar com os desafios climáticos. Atividades como aeroportos são essenciais para conectar pessoas e mercadorias globalmente, porém também geram impactos negativos ambientais, que vão desde a qualidade do ar e da água até a emissão de ruídos e resíduos. De acordo com o relatório "Implementação da agenda de sustentabilidade nos aeroportos brasileiros", da consultoria global Roland Berger, a redução desse impacto deve ser uma das principais prioridades dos aeroportos brasileiros. Nos próximos anos, eles precisarão se adaptar para cumprir com os novos regulamentos e normas das agências reguladoras globais e autoridades da aviação.   ESG

Recuperação de rolamentos é estratégia da SKF na gestão ESG - Fitec Tec News

Recuperação de rolamentos é estratégia da SKF na gestão ESG

Com mais de um século de atuação no Brasil, a indústria SKF mantém práticas aplicáveis à recuperação de recursos industriais, como o investimento na área de rolamentos. Para tanto, desde 2002 está com a divisão SKF IxionSolutionFactory, fábrica situada em Cajamar, SP. “O serviço de repotencialização da SKF consiste na restauração da condição normal de trabalho de rolamentos, que possibilita retorná-los à operação. Isso favorece a redução de resíduos, uso recursos naturais e energia elétrica. Desta maneira, temos benefícios relacionados à sustentabilidade que também podem ser conectados com benéficos financeiros como a redução de custos de manutenção e estoques”, explica Alex Pereira, diretor de Vendas e Serviços do Mercado Industrial da SKF.   Rolamentos recuperados   Rolamentos utilizados por siderúrgicas, sucroalcooleiras, mineradoras, papeleiras, transporte ferroviário, entre outros segmentos da economia

Unipar comemora 55 anos com foco na sustentabilidade  - Fitec Tec News

Unipar comemora 55 anos com foco na sustentabilidade   

A petroquímica Unipar comemora 55 anos e dentre as suas ações está investindo fortemente nos conceitos ESG de forma holística, ou seja, que englobe suas operações internas, na sociedade e comunidade, clientes, investidores e instituições e fornecedores. Desde 2021, a companhia estrutura seu planejamento com uma visão de futuro em cinco pilares estratégicos, sendo Sustentabilidade, Crescimento Sustentável, Excelência Operacional, Competitividade, Equipe e Cultura. Rodrigo Cannaval, CEO da companhia, conta os desafios que é gerir uma das indústrias aderentes desde 2023 ao Pacto Global da ONU e reconhecida pela Controladoria-Geral da União (CGU) como empresa Pró-Ética, selo que identifica as empresas que mantêm políticas avançadas de governança e integridade. “Assumir a presidência de uma companhia no ano em que ela completa 55 anos é muito gratificante e reforça quão sólida e

Valorizando o verde o potencial dos ativos ambientais no setor financeiro - Fitec Tec News

Valorizando o verde: o potencial dos ativos ambientais no setor financeiro

Nos últimos anos, as discussões sobre sustentabilidade alcançaram um novo patamar, impulsionando uma mudança primordial no cenário corporativo. Não mais relegada a um mero idealismo, a responsabilidade ambiental tornou-se um componente essencial na estratégia de negócios das empresas.  Essa nova perspectiva tem levado o setor financeiro a repensar seus modelos de investimento. Cada vez mais, os investidores estão reconhecendo o potencial dos ativos ambientais como fontes lucrativas, que promovem equilíbrio entre o crescimento econômico, a proteção ambiental e o bem-estar social.    Ativos ambientais   De acordo com Heloisa Baldin, CEO da Iwá, gestora de recursos com foco em ativos ambientais, esse tipo de investimento além de gerar retornos financeiros sólidos, também impulsionam a inovação em tecnologias verdes, a conservação de recursos naturais e a adoção de práticas comerciais responsáveis, contribuindo

Reúso de água impacta positivamente no processo produtivo, social e financeiro das empresas - Fitec Tec News

Reúso de água impacta positivamente no processo produtivo, social e financeiro das empresas

Sabemos da importância da água, recurso finito e essencial para a nossa sobrevivência. Por conta de diversos fatores, que vão do desperdício até a crise climática, o cenário torna-se cada vez mais desafiador a todos, inclusive com as empresas, porém: segundo a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), a indústria brasileira utiliza 190 milhões de litros de água por segundo a cada ano, quase três vezes mais do que os lares. O reúso é um caminho para o uso sustentável deste insumo. O uso responsável dos recursos hídricos impacta positivamente além do meio ambiente, a reputação e financeiro das organizações, haja vista que não poluir nascentes, praticar a economia dentro das operações e ações como o emprego da água de reuso são alternativas pertinentes. Impactos da água de

Rumo ao Net Zero, Whirlpool comemora bons resultados em ESG - Fitec Tec News

Rumo ao Net Zero, Whirlpool comemora bons resultados em ESG

A Whirlpool, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid no Brasil, divulgou recentemente seu Relatório de Sustentabilidade 2023. Uma das metas que ambiciona a companhia é a busca em se tornar Net Zero até 2030, registrando redução de 25% nas emissões de gases de efeito estufa nos escopos 1 (fábricas) e 2 (processos) nos últimos dois anos, e de 7% no escopo 3 (produtos durante o uso) no último ano. Fazendo um compilado, segundo o relatório, todas as unidades pelo mundo da empresa atingiram o quesito Zero Resíduos para Aterro. Rio Claro (SP), Manaus (AM) e Joinville (SC) foram as primeiras a alcançar essa meta, em 2015. Desde 2022, as unidades têm feito a conversão para o uso de energia renovável e certificada, atingindo 100% no primeiro trimestre de 2024